segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Campeões em 2015, Isaquias e Erlon ficam em quarto no Mundial de Canoagem

Isaquias e Erlon ficaram em quarto na colocação do C2 1000 metros
Os brasileiros Isaquias Queiroz e Erlon de Souza não conseguiram defender o título de 2015 e ficaram apenas com a quarta colocação do C2 1000 metros no Mundial de Canoagem de Velocidade, em Racice, na República Checa. Na manhã deste domingo, 27, a dupla decepcionou e ficou sem medalha. Isaquias e Erlon eram favoritos para subir ao pódio em Racice. Afinal, vinham do título no Mundial de 2015, em Milão, e faturaram a medalha de prata na Olimpíada do Rio, no ano passado. Mas o desempenho neste domingo não foi o esperado, principalmente nos primeiros metros. Ao contrário do que havia acontecido no Rio, quando chegaram a liderar a prova e perderam fôlego no fim, Isaquias e Erlon largaram mal neste domingo e tiveram que buscar a recuperação ao longo do trajeto. Até chegaram perto do pódio, mas acabaram de fora. 

O triunfo ficou com a Alemanha, mesmo sem a dupla campeã olímpica, formada por Sebastian Brendel e Jan Vandrey, ir à água. Peter Kretschmer e Yul Oeltze faturaram o ouro com o tempo de 3min31s613, seguidos pelos cubanos Serguey Madrigal e Fernando Enriquez, com 3min31s955, e os russos Viktor Melantev e Vladislav Chebotar, com 3min33s123. Isaquias e Erlon cravaram 3min34s323. Com isso, a canoagem brasileira se despede de Racice com apenas uma medalha, conquistada justamente por Isaquias, bronze no C1 1000 metros no sábado. Na paracanoagem, porém, o País conseguiu quatro pódios: um ouro (VL1 200 metros) e um bronze (KL1 200 metros) com Luis Carlos Cardoso e duas pratas (KL3 200 metros e VL3 200 metros) com Caio Ribeiro de Carvalho.
*Estadão

0 comentários:

Postar um comentário