terça-feira, 15 de agosto de 2017

'Sobreviver foi um milagre', diz passageira de van que colidiu com caminhão na BR-330

Van com passageiros colidiu com caminhão na BR-330 (Foto: Giro Ipiaú)
“Sobreviver foi um milagre”, acredita a jovem Dâmara Rayza Souza, de 18 anos, moradora da antiga Feirinha, centro de Ipiaú. Ela viajava ao lado do marido Jeferson Vasconcelos Santos, de 22 anos, na Van que colidiu com um caminhão na BR-330, no trecho entre Palmerinha (distrito de Aiquara) e Jitaúna, na tarde dessa segunda-feira (14). Dâmara informou ao GIRO que está se recuperando bem: “Fraturei o ombro e o joelho. Tive alguns arranhões e ainda sinto dores na coluna, mas estou melhor”. O marido dela sofreu um corte na testa, fraturou o braço e ainda sente dores nas costas. O casal e a cobradora do transporte alternativo, Naijane Simona dos Santos, de 29 anos, tiveram alta hospitalar nesta terça-feira (15). Os outros feridos permanecem internados no Prado Valadares, em Jequié, segundo informou Dâmara. Conforme relatos da passageira, a Van era ocupada por sete pessoas. “Apenas um menino, não sei como, mas foi o único que não teve nada”, conta. De acordo com a moradora de Ipiaú, o acidente foi provocado após o motorista do caminhão tentar desviar de um buraco na pista. “O caminhão veio na nossa direção, ele [condutor do caminhão] e o motorista da topic ainda tentaram evitar o acidente, mas não deu tempo, foi só gente voando de um lado para o outro e muito sangue por todo lado, pessoas sentido dores e desmaiando, foi uma coisa de louco”, conta a jovem. Ela e o esposo viajavam com destino à Jequié. O motorista do transporte alternativo, identificado como Ericleiton Gomes, 32, chegou a ficar preso nas ferragens e foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros. Populares socorreram quatro passageiros até o hospital de Jitaúna. O motorista e outro passageiro foram levados pelo Samu diretamente para o Hospital Geral Prado Valadares, em Jequié. (Giro Ipiaú)

0 comentários:

Postar um comentário