terça-feira, 12 de setembro de 2017

Ipiaú: Homem é detido por populares durante tentativa de roubo e estupro

Homem está preso no Complexo Policial de Ipiaú (Foto: Giro Ipiaú)
Populares detiveram na noite dessa segunda-feira (11), na Rua Dom Avelar Brandão Vilela, bairro Irmã Dulce, um homem durante uma tentativa de roubo e de estupro. A vítima tem 17 anos. Ela contou à reportagem do GIRO que estava caminhando em direção a sua residência, na companhia de um cachorro, quando, ao passar ao lado da fábrica Polpa Eva, foi surpreendida pelo indivíduo que estava numa motocicleta. “Ele se aproximou de mim com o farol da moto apagado e depois foi soltando a moto e me agarrou no muro, me pedindo o celular e rasgando a minha roupa, daí eu comecei a gritar e pedir socorro”, relatou. Um morador socorreu a jovem e entrou em luta corporal com o suspeito. Em seguida mais um morador surgiu e com o apoio de mais dois homens renderam o indivíduo. A vítima sofreu escoriações nos braços e levou um soco na boca. Ela conta que o criminoso arrancou o seu sutiã e rasgou a sua blusa. “Depois que a gente dominou ele, com muita dificuldade, dezenas de moradores apareceram no local e começaram a espancar ele. Duas mulheres evangélicas que tentaram intervir, acabou chamando um policial militar que mora ali perto”, contou ao GIRO uma das testemunhas. Após a chegada da PM, o homem foi conduzido até a delegacia.
Rodrigo Santos foi detido por populares durante a tentativa de roubo e estupro (Foto: Giro Ipiaú)
O delegado Ivan Lessa informou ao GIRO que o suspeito, identificado como Rodrigo Santos da Silva, de 33 anos, responderá pelos crimes de tentativa de roubo qualificado e tentativa de estupro qualificado. "Se condenado, ele pode pegar até 9 anos de cadeia", disse o delegado titular de Ipiaú. Populares que dominaram Rodrigo, afirmam que ele estaria sob o efeito de drogas. Com ele foram apreendidas duas facas. Até o meio-dia dessa terça-feira (12), Rodrigo permanecia custodiado no Complexo Policial de Ipiaú, mas deve ser encaminhado para o Presídio de Jequié. A jovem foi orientada pelas autoridades policiais a realizar um exame de corpo de delito.

Rua escura
Os moradores da rua onde ocorreu o caso relatam à reportagem que o fato do local está sem iluminação tem facilitado ações criminosas. “Já pedimos várias vezes na prefeitura, inclusive a prefeita esteve lá, mas até agora não colocaram lâmpadas no local”, disse um dos moradores ao Giro Ipiaú.

0 comentários:

Postar um comentário