terça-feira, 26 de setembro de 2017

Itabuna: Suspeitos de ataque a bar que matou mulher e deixou 4 baleados são presos

Criminosos, armas e drogas foram apresentados na 7ª Coorpin, em Ilhéus (Foto: Divulgação)
Seis suspeitos de participação no ataque criminoso do último domingo (24), no Bairro Daniel Gomes, em Itabuna, foram presos durante operação das polícias civil e militar, na manhã de hoje (26). Os criminosos estavam no Bairro Salobrinho, em Ilhéus, para onde fugiram após balear quatro pessoas e matar Ariana Santos Hohlenwerger.De acordo com o comando da 70ª Companhia da PM (Ilhéus), foram presos Almiro Coutinho Neto, de 24 anos, Alexsandro de Jesus Torres, 20, Ariel Conceição Santos, 18, Iuri do Carmo Ferreira, 20, Josenilton Marques Gomes, 21, e Wellington César dos Santos, 18. A apresentação dos suspeitos está sendo feita na sede da 7ª Coordenaria Regional de Polícia (7ª Coorpin), na região central de Ilhéus.
Submetralhadora e revólveres foram apreendidos com o grupo (Foto: Divulgação)
Durante a operação, os agentes apreenderam com os criminosos uma submetralhadora ponto40 com 15 cartuchos, um rifle calibre 38 com seis cartuchos e um revólver calibre 38 e outro calibre 32. Os criminosos também estavam com dois tabletes de maconha, um tablete de cocaína e 167 pedras de crack. A ação envolveu as coordenadorias regionais da Polícia Civil de Itabuna e de Ilhéus (6ª e 7ª Coorpins). A operação buscava prender os traficantes que, segundo o delegado regional André Aragão, ordenaram a ação criminosa do domingo passado no Daniel Gomes. São eles Fernando Silva Nascimento e Dernival Souza da Silva.
Uma mulher morreu vítima do ataque dos criminosos (Foto: Reprodução)
O ataque criminoso ocorreu na tarde do domingo passado. Eram 16h30min quando bandidos, de dentro de um Fiat Pálio, atiraram contra pessoas que estavam em um bar. Quatro delas foram baleadas e uma mulher, Ariana Santos Hohlenwerger, de 32 anos, acabou morta. O corpo de Ariana foi enterrado ontem à tarde (25), no Cemitério Campo Santo, em Itabuna, sob intensa comoção e revolta. Após o velório, amigos e familiares da vítima protestaram em frente ao Fórum Ruy Barbosa, no centro de Itabuna, pedindo justiça.
*Blog do Pimenta

0 comentários:

Postar um comentário