terça-feira, 5 de setembro de 2017

PF apura compra de votos na Rio-2016; Juiz bloqueia R$ 1 bi de presidente do COI

A apuração mira um esquema de corrupção internacional para a compra de votos.
O juiz federal Marcelo Bretas decretou o bloqueio de R$ 1 bilhão do presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Carlos Arthur Nuzman, e dos empresários Arthur Soares e Eliane Cavalcante. Os três são investigados na Operação Unfair Play, deflagrada nesta terça-feira, 5. A apuração mira um esquema de corrupção internacional para a compra de votos para a escolha do Rio pelo Comitê Olímpico Internacional como sede da Olimpíada 2016. O Ministério Público Federal havia solicitado a Bretas ’em razão do dano moral causado, que o patrimônio dos representados Arthur César de Menezes Soares Filho, Eliane Pereira Cavalcante e Carlos Arthur Nuzman’ fosse bloqueado em, pelo menos, R$ 1 bilhão ‘a fim de fazer frente ao dano causado, cujo valor será fixado quando da prolação da sentença penal’. 

0 comentários:

Postar um comentário