sábado, 2 de setembro de 2017

Solto após ejacular em mulher no ônibus, homem repete ato e é preso novamente

É o segundo caso de crime sexuais cometido por Diego essa semana (Foto: Reprodução)
Preso nesta semana por ejacular em uma mulher dentro de um ônibus e liberado pela Justiça de São Paulo, Diego Ferreira de Novais foi detido novamente na manhã deste sábado (2) ao atacar outra passageira dentro de um coletivo na região da Avenida Paulista, centro da capital. O homem foi preso dessa vez por suspeita de ato obsceno contra uma mulher dentro de um ônibus que passava pela Avenida Brigadeirio Luis Antônio. É o terceiro caso de violência sexual contra mulheres nesta semana na capital, dois deles atribuídos a Diego. Ele foi detido por volta das 8h por passageiros do coletivo e foi levado junto com a vítima e testemunhas ao 78º Distrito Policial (DP), nos Jardins. Segundo a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo), o homem foi acusado de estupro consumado. O delegado Rogério de Camargo Nader vai pedir a prisão preventiva ao juiz. Nader disse à imprensa que também pedirá ao magistrado que encaminhe Novais a tratamento psiquiátrico por insanidade mental, caso a prisão seja negada. O acusado deverá passar por outra audiência de custódia neste domingo (3). Diego já tinha passado pelo mesmo DP na última terça-feira (29), quando havia sido preso após ejacular em uma passageira. Naquela ocasião, ele foi indiciado por estupro, mas em audiência de custódia, a Justiça o soltou alegando que "não houve constrangimento" da vítima no ato. Ele já tinha 15 passagens anteriores por crimes sexuais contra mulheres e três prisões. Desde que foi liberado na última quarta-feira (30), que Diego não aparecia em casa. O pai dele chegou a suspeitar que ele estivesse fugido para a Bahia.

0 comentários:

Postar um comentário