sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Zé Eduardo (Bocão) é pego em blitz da Lei Seca e se defende: "não estava embriagado"

Apresentador foi parado em blitz da Lei Seca em Salvador (Foto: Reprodução/Youtube)
O apresentador do Balanço Geral Zé Eduardo foi parado na noite desta quinta-feira, 21, em uma blitz da Lei Seca e se negou a fazer o teste do bafômetro. Em um vídeo feito no momento da abordagem, ele assume que ingeriu bebida alcoólica uma hora antes de dirigir. "Uma hora (que bebi). Se eu soprar deve dar. Foi uma cerveja", disse em conversa com um agente de trânsito. Após a resposta dele, o o servidor municipal informa que a documentação (Carteira Nacional de Habilitação CNH) dele seria apreendida e que ele seria notificado por ter se negado a realizar o teste. De acordo com a LEI Nº 11.705, que trata sobre a Lei Seca, o condutor que se recusar a fazer o teste do bafômetro deve ser autuado da mesma forma que o motorista flagrado dirigindo embriagado. Ou seja, sofrerá medidas administrativas e pode ser multado por infração gravíssima. O veículo também pode ser retido caso não apresente um condutor habilitado para dirigir o automóvel.
Segundo a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador), o apresentador será notificado pela recusa e pagará uma multa de R$ 2.900. A CNH dele foi retida e poderá ser liberada nesta sexta, 22. Ainda de acordo com órgão, o veículo dele não foi retido porque ele solicitou a esposa, que possui habilitação, retirou o automóvel. Antes, ela foi submetida ao teste, que não detectou consumo de álcool. Apesar de Zé Eduardo ter assumido que ingeriu bebida alcoólica, a Transalvador informou, por meio de nota, que ele não apresentava sinais de embriaguez. Durante a apresentação do seu programa, Zé Eduardo alega que não estava embriagado, mas que não fez o bafômetro "porque não é obrigado". "Sou de carne e osso como vocês. Mas não errei, não estava embriagado", argumenta. Ele ainda condena a atitude dos agentes que o gravaram. "Quiseram me condenar, mas mostraram um cidadão de bem, que não quis assoprar o bafômetro, porque não é obrigado", disse, insinuando que pretende processar os envolvidos no episódio. 

0 comentários:

Postar um comentário