sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Ex-vereador baiano se passava por policial federal para estuprar mulheres em SP

Adson foi preso na região do Pacaembu (Foto: Polícia Civil/Divulgação)
Um ex-vereador de Jussiape, cidade da região da Chapada Diamantina, na Bahia, foi preso na capital paulista por suspeita de se passar por policial federal para sequestrar e estuprar uma mulher na região dos Jardins. Adson Muniz Santos, de 32 anos, foi preso na quarta-feira (11), ele se apresentava às vítimas como sendo produtor da TV Globo ou policial federal. De acordo com o G1, 21 mulheres já reconheceram o homem. Todas as vítimas foram orientadas a fazer um boletim de ocorrência único na Primeira Delegacia de Defesa da Mulher, na próxima segunda-feira (16). Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, duas mulheres já haviam registrado queixa contra ele por estupro e estelionato e outras três, que disseram ter conseguido fugir após sua abordagem, o reconheceram na delegacia. “É um predador sexual sem sombra de dúvidas”, disse a delegada plantonista da 1ª Delegacia de Defesa da Mulher, Cristine Nascimento Guedes Costa.  

A polícia procurava o suspeito desde que um vídeo de uma dessa abordagem começou a circular nas redes sociais, na semana passada. As imagens mostram o carro da mulher saindo de um supermercado. Adson vai em direção ao carro, mostra uma carteira falsa de policial e faz sinal para que a motorista encoste. A mulher ficou em poder do falso policial por cerca de três horas.  Com o cartão dela, Adson fez um saque de R$ 1 mil e, em seguida, a violentou. Santos foi preso nas proximidades do estádio do Pacaembu, a polícia suspeita que ele se preparava para cometer outro crime no momento. A Justiça decretou a prisão temporária dele por 30 dias. Ele não tinha passagens pela polícia e negou os crimes. 

0 comentários:

Postar um comentário