domingo, 1 de outubro de 2017

Ipiaú: Projeto de Maria que visa aumento nos tributos é aprovado por maioria na Câmara

Vereadores da base da prefeita e a vereadora Andreia votaram a favor do projeto (Foto: Giro Ipiaú)
O Projeto de Lei criado pelo executivo municipal que prevê reajustes tributários foi aprovado em sessão extraordinária realizada na tarde desse sábado (30). O projeto foi aprovado por 8 a 5. Votaram a favor os vereadores:  Orlando, San de Paulista, Cláudio Nascimento, Lucas de Vavá, Robson Moreira, Jô da AABB, Andréia e Carlinhos. Para os vereadores de oposição, o projeto tem alguns pontos positivos, mas a maior parte irá afetar o bolso do cidadão ipiauense. 
Vereadores da oposição destacam que aumento no IPTU, Alvará de Funcionamento e Taxa de Iluminação.
O vereador Jean Kleber - secretário da Comissão de Finanças, destacou que no artigo oitavo, o projeto prevê o aumento do IPTU em até 300%, divido em parcelas de até 100% a cada ano, até 2020, fim do mandato da prefeita Maria das Graças. Ele ainda comentou que o projeto aprovado prevê o aumento de 20% na Taxa de Iluminação Pública, que passará a ser paga pelos moradores que consumirem acima de 100 KWh de energia. Outro artigo citado é o aumento no valor cobrado no Alvará de Funcionamento. Consta no projeto que o valor de Alvará para a fabricação de alimentos e pratos prontos será de R$ 1.000,00; fabricação de farinha de mandioca e derivados será de R$ 500,00. “É uma grande incoerência, reduzir a taxa de esgotamento da embasa e em seguida aumentar outros impostos”, comentou o vereador Jean em entrevista ao GIRO.
Assessoria da prefeita alega que o projeto irá beneficiar a classe mais pobre no município.
A assessoria de comunicação da prefeitura divulgou nas redes sociais alguns dos benefícios do Projeto de Lei, mas não comentou sobre a possibilidade de aumentar o IPTU em 100% a cada ano. De acordo com a assessoria, com a aprovação do projeto cerca de 2.500 famílias que pagavam IPTU no valor de R$ 15,00 estarão isentas. A isenção também alcançará os beneficiários do Bolsa Família, além de beneficiar aposentados que recebem até dois salários mínimos. Outro ponto positivo apontado pelo poder executivo é aumento no parcelamento dos débitos tributários em até 30 parcelas, atualmente só é realizado em 24 vezes. Os novos valores poderão ser reajustados a partir do próximo ano. Nessa segunda-feira (02), o GIRO irá disponibilizar o projeto na íntegra em nossa página. 

0 comentários:

Postar um comentário