quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Temer passa mal e é levado para hospital de Brasília

O presidente Michel Temer (PMDB) passou mal na manhã desta quarta-feira e foi encaminhado ao centro cirúrgico do Hospital do Exército, em Brasília. Na Câmara dos Deputados, governistas buscavam quórum para votar a segunda denúncia criminal contra o presidente, apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR). Temer tem histórico cardíaco, mas o problema de saúde que o levou ao hospital é de caráter urológico, segundo informou o Planalto em nota. De acordo com a nota, o presidente sentiu um "desconforto" no fim da manhã, e foi atendido no departamento médico do Palácio do Planalto. "O médico de plantão constatou uma obstrução urológica e recomendou que fosse avaliado no Hospital do Exército, onde se encontra para realização de exame e devido tratamento", diz a nota. Antes da divulgação da nota, o secretário de Comunicação Social da Presidência da República, havia informado que, por volta das 13h, Temer "saiu caminhando" do Palácio do Planalto para ser levado ao Hospital Militar de Área de Brasilia, onde foi submetido a exames. Temer chegou em carro oficial, acompanhado da ambulância da Presidência, e entrou no hospital andando.