sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Após eleger presidente, TJ-BA define nova mesa diretora para período de 2018 a 2020

Os eleitos assumem a mesa diretora do TJ-BA por dois anos, sem direito a reeleição. 
Após a eleição do desembargador Gesivaldo Britto para presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), para a gestão administrativa no período de fevereiro de 2018 a fevereiro de 2020, na manhã desta quinta-feira (16), a mesa diretora para o período também foi definida. Os eleitos assumem a mesa diretora do TJ-BA por dois anos, sem direito a reeleição. A sessão plenária, dirigida pela atual presidente do TJBA, desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago contou com a presença de todos os 59 desembargadores e elegeu o desembargador Augusto Lima Bispo para a 1ª Vice-Presidência, a desembargadora Maria da Graça Osório Pimentel Leal para 2ª Vice-Presidência, e os desembargadores Lisbete Maria Teixeira Almeida Cézar Santos e Emílio Salomão Pinto Resedá para Corregedoria Geral da Justiça (CGJ) e para a Corregedoria das Comarcas do Interior (CCI), respectivamente.

O desembargador Gesivaldo Nascimento Britto obteve o total de 31 votos, alcançando a maioria absoluta, ou seja, a metade dos votos mais um. “Quero agradecer o apoio de todos os colegas. Essa vitória não é minha, é de todos. Eu me comprometo a dar continuidade ao trabalho que está sendo desenvolvido, melhorar, ampliar e criar oportunidades e serviços. Não me cabe tanta alegria”, declarou o desembargador eleito. Segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), entre 2010 e 2017 tramitaram na entidade 20 processos tendo Gesivaldo Britto como polo passivo, entretanto todos foram arquivados. O CNJ não informou o teor dos processos. O desembargador Augusto de Lima Bispo, eleito para a 1ª Vice-Presidência, teve 35 votos; a desembargadora Maria da Graça Osório Pimentel Leal, elita para a 2ª Vice-Presidência, teve 36 votos; a desembargadora Lisbete Cézar Santos, que vai assumir a Corregedoria Geral da Justiça (CGJ), foi eleita com 35 votos; enquanto o desembargador Emílio Salomão Pinto Resedá, eleito para a Corregedoria das Comarcas do Interior (CCI), teve 37 votos. A posse dos novos membros acontece no dia 1º de fevereiro de 2018, no Salão Nobre do Fórum Ruy Barbosa. *Informações do G1

0 comentários:

Postar um comentário