quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Ex-assessor promete provar que devolvia parte do salário a Lúcio e Geddel

Ex-assesor de Geddel e Lúcio Vieira Lima, Job Ribeiro Brandão promete entregar à Polícia Federal e à Procuradoria-Geral da República (PGR) provas de que ele devolvia parte do seu salário na Câmara para os políticos. Segundo informações da Folha de S. Paulo, ele encontrou registros de transferências bancárias que em nome de parentes de Geddel e Lúcio nos últimos cinco anos. O advogado de Job, Marcelo Ferreira, confirmou a intenção de entregar os documentos. Ele relata que havia um padrão de saques nas horas seguintes do depósito do salário a cada mês. Em depoimento à Polícia Federal, o ex-assessor declarou que ficava com cerca de R$ 2.500 por mês do seu salário na Câmara e devolvia cerca de R$ 9.000 à família de Geddel e Lúcio. Job cumpre prisão domiciliar depois que suas digitais foram identificadas em notas que estavam entre os R$ 51 milhões encontrados no “bunker” de Geddel em um apartamento Salvador. Ele está em negociação com a Procuradoria-Geral da República para fechar acordo de delação premiada.

0 comentários:

Postar um comentário