quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Bahia: Comerciantes que vendiam R$ 400 mil por mês com cargas roubadas são presos

Do CORREIO
A prisão foi efetuada por investigadores da Delegacia de Furtos e Roubos em Rodovias (Decarga)
Os comerciantes Juliano Buraen Serra e Jefferson Ferreira dos Santos, que chegavam a vender R$ 400 mil por mês com produtos de cargas roubadas, foram presos em flagrante, em Salvador, na noite de terça-feira (26). Com eles foi apreendida uma carga de café que havia sido roubada no dia 4 de dezembro, próximo a cidade de Santo Estêvão, na BR-116. A prisão foi efetuada por investigadores da Delegacia de Furtos e Roubos em Rodovias (Decarga), que recuperaram a carga de café. De acordo com a polícia, Juliano, que é dono de um estabelecimento no Engenho Velho da Federação, foi o primeiro a ser encontrado. Parte da carga de café estava nas prateleiras do estabelecimento dele para ser comercializado. Em seguida, foi localizado o comparsa dele, Jefferson, no bairro de Fazenda Coutos. Também no mercadinho dele foram apreendidos unidades do mesmo lote de café roubado. Um homem de prenome Marcos, também empresário e integrante da quadrilha está sendo procurado. "Existe uma conexão entre as cargas roubadas na BR-116, nas imediações das cidades de Santo Estêvão e Rafael Jambeiro, com Salvador. A capital baiana é, na maioria das vezes, o destino final destes materiais. Com certeza estamos quebrando um ciclo criminoso com estas prisões", destacou o diretor do Departamento de Polícia do Interior (Depin), delegado Flávio Góis. Após prestar depoimento, os dois comerciantes foram encaminhados para o Presídio Regional de Feira de Santana.

0 comentários:

Postar um comentário