domingo, 24 de dezembro de 2017

Gongogi: Prefeitura não paga 13º e gera revolta entre servidores

Prefeito Kaçulo não pagou o 13º dos servidores (Foto: Ubatã Notícias)
A Prefeitura de Gongogi ainda não pagou o 13º salário funcionalismo público municipal. A medida causou insatisfação geral dos servidores e sindicatos, e já há, segundo apurou o Ubatã Notícias, movimentação para a realização de manifestações e paralisações. O prefeito Edvaldo Santos (PR), o Kaçulo, vem castigando os servidores com atrasos salariais durante o exercício de 2017. “Estamos vivendo uma desordem administrativa”, protestou um professor ouvido pelo Ubatã Notícias. Eleito com enorme expectativa após a desastrosa gestão do ex-prefeito Altamirano Santos (PDT), o Sapão, Kaçulo, que tem mostrado falta de comando e de responsabilidade administrativa, inflou a folha de pessoal da Prefeitura, que hoje consome mais de 73% da receita corrente líquida do município, quando o TCM permite apenas até 54%. A medida tem inviabilizado a manutenção do pagamento em dia dos servidores e diminuiu, de forma significativa, a já combalida capacidade de investimento do município. Por ora, sem capilé na conta dos servidores e sem qualquer previsão de pagamento. *Informações do Ubatã Notícias