quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Ipiaú: Obstetra plantonista comenta denúncia de gestante e esposo

Foto: Reprodução
O obstetra plantonista dessa quarta-feira (06), no Hospital Geral de Ipiaú, rebateu a denúncia de um homem que afirmou que o parto da sua esposa foi adiado por falta de gaze na unidade hospitalar (veja aqui). De acordo com a denuncia, profissionais do HGI teriam informado à gestante e outras três grávidas que no hospital haviam apenas sete gaze e essas seriam usadas em duas pacientes internadas no HGI, reagendando os partos para a próxima quarta-feira (13). O médico obstetra, Bruno Souza de Araújo, diz na nota que durante o seu plantão "foram atendidas todas as pacientes que procuraram pelo serviços de obstetrícia, sendo que houve dois internamentos para Parto Cesariana e três pacientes para curetagem (por abortamento), as demais pacientes examinadas foram liberadas para casa por não estarem em trabalho de parto, não ocasionando nenhum risco de vida para a mãe, e assim como aos seus bebês", diz a nota do médico. Apesar de a nota do obstetra não citar sobre a falta de gaze, o diretor do hospital em contato com a nossa redação negou a falta desses materiais no estoque: "Isso não existe, compramos recentemente vários produtos, não tem nenhum material em falta".  Em novo contato com o casal, a denúncia foi reforçada pelo marido da gestante, moradora do bairro Constância, em Ipiaú.


0 comentários:

Postar um comentário