quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Líder do MST é assassinado dentro de casa em Iramaia

Foto: Reprodução/Facebook
Ex-dirigente nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e um dos principais líderes do movimento no estado, Márcio Oliveira Matos, 33 anos, foi morto a tiros no município de Iramaia, no centro-sul baiano na noite desta quarta-feira (24). De acordo com informações preliminares, ele foi assassinado em sua casa. “Eu tinha uma reunião marcada com ele agora de noite e assim que cheguei lá o vaqueiro disse que tinha escutado vários tiros. O filho dele que estava na hora presenciou tudo e chegou agoniado dizendo que tinham matado o pai dele”, relatou um amigo ao Jornal da Chapada. Outra pessoa próxima à vítima afirmou que “trancaram a criança no quarto e efetuaram três tiros na cabeça de Márcio”. Segundo o Jornal da Chapada, Márcio era ligado à tendência interna do PT Esquerda Popular Socialista (EPS) e atualmente ocupava o cargo de secretário de Administração da prefeitura de Itaetê, atualmente comandada por Valdes Pinto (PT). O corpo foi levado para Jequié para perícia e deve ser encaminhado para Vitória da Conquista, onde moram seus familiares. O governador Rui Costa lamentou a morte do líder do MST. “Lamento a morte de Márcio Oliveira Matos, mais conhecido como Marcio do MST. Conhecido pela firme luta em defesa da igualdade social, ele foi assassinado no município de Iramaia. Tão logo soube da triste notícia, determinei à Secretaria de Segurança Pública a imediata e rigorosa apuração do crime. Meus sentimentos de pesar aos amigos e familiares neste momento de profunda dor”, afirmou Rui.