quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Insatisfação com Judiciário aumentará se Lula for barrado, diz Rui Costa

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), defendeu, em entrevista à Folha, a candidatura de Lula à Presidência em 2018. Para Costa, a condenação do petista pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), em janeiro, representa perseguição política. "Hoje vivemos uma absoluta instabilidade jurídica e institucional", diz. As pesquisas eleitorais, que dão vantagem a Lula mesmo após o julgamento, indicam que a população também acredita na tese de perseguição, avalia o governador.

Folha - O senhor acredita que Lula será candidato?

Rui Costa - Se ocorrer um debate sobre substituição, será pelo extremo da perseguição durante a campanha. O registro eleitoral pode ser solicitado até o dia 15 de agosto. Só a partir daí a candidatura irá a julgamento no TSE (Tribunal Superior Eleitoral. Nesse momento a campanha já estará em andamento. Portanto, na minha opinião, Lula será candidato e será julgado ao longo ou após a campanha. Seria importante para a repactuação democrática do Brasil que ele pudesse concorrer, independentemente de quem vota ou não nele. Leia a entrevista completa

0 comentários:

Postar um comentário