terça-feira, 20 de março de 2018

A Coluna Na Mira da Política traz os destaques da semana

Por um chocolate mais saudável
A convite da senadora Lídice da Matta (PSB/Ba), o secretário de Agricultura e Meio Ambiente do município de Ipiaú, Valnei Pestana,  participa  nesta semana, em Brasília, de uma Audiência Pública, sobre a produção de chocolate no Brasil. O debate acontecerá na sala da Comissão de Desenvolvimento Regional  e Turismo (CDR) do Senado Federal com  as presenças de empresários, produtores e secretário estaduais e lideranças políticas ligadas ao setor. Um dos principais pontos em discussão é o aumento do percentual de cacau nos chocolates e seus derivados, nacionais e importados, comercializados em todo o território nacional. O Projeto de Lei nº 93/2015 estabelece o percentual mínimo de 35%, 10 a mais que os 25% atuais.

Humor 
A matéria também torna obrigatória a informação do percentual total de cacau nos rótulos desses produtos e pretende aprimorar a qualidade dos chocolates consumidos no Brasil, além de estimular a cacauicultura brasileira e aumentar a competitividade do produto no mercado internacional. Na oportunidade, o secretário Valnei Pestana, que também é membro e ex-presidente da Associação dos Produtores de Cacau e Chocolate (APROC), apresentará subsídios para o fortalecimento desse Projeto de Lei. Ele explicará que o chocolate com maior percentual de cacau contém flavonoides com efeitos antioxidantes, além da endorfina, que produz bem estar e melhora o humor das pessoas. Seu argumento sustenta uma questão de saúde pública.

Em defesa de Gilson
Bastou o deputado federal Davidson Magalhães -PCdoB/Ba- denunciar que um convênio no valor de R$ 809 mil foi anulado pela falta de prestação de contas da Prefeitura de Itagibá, junto ao Ministério das Cidades, para que uma força tarefa de amigos do prefeito entrasse em ação e detonasse o parlamentar. Em um programa da FM Ipiaú, Gilson rebateu as criticas e disse que Davidson é um mentiroso e dificilmente será reeleito. Na sequência entraram o deputado estadual Sandro Régis e outras lideranças com pronunciamentos em defesa do correligionário ofendido. Na Câmara Municipal de Ipiaú, o vereador Robson Moreira pediu uma “Moção de Repudio” ao deputado. Toda essa reação evidencia que o DEM, nesta região do estado, está cada vez mais organizado e corporativista. Não demora muito um novo encontro de Gilson com ACM Neto e Sandro Régis.

Reivindicando
A prefeita do município de Ipiaú Maria Mendonça, foi recebida em audiência pelo secretário Josias Gomes, titular da Secretaria de Relações Institucionais do Estado da Bahia (Serin). Na oportunidade, ela esteve acompanhada de sua filha, Flávia Mendonça. Na reunião na Serin, a prefeita solicitou a pavimentação do bairro Irmã Dulce e da rua Jequitibá, a iluminação do Estádio Municipal Pedro Caetano, e uma pista de skate para a prática esportiva dos jovens da cidade. Maria agradeceu a atenção do secretário e concluiu: "Isso é apenas um pouco do que queremos realizar com a ajuda do Governo do Estado para minha cidade”.

Amigo de Fé
O carismático ex-prefeito Miguel Coutinho era considerado por grande parte do eleitorado ipiauense, sobretudo pelas camadas mais carentes da população, como “o amigo de fé”. Acontece que ele também tinha um amigo, apelidado de “Doutorzinho”, que era de fé, irmão e camarada. Grandão, com jeito de segurança, guarda costa infalível, “Doutorzinho” estava sempre colado em Miguel, demonstrando ser um fiel escudeiro. 

"Ingrato"
Em seu pronunciamento nas “Considerações Finais”, da sessão ordinária da Câmara Municipal de Ipiaú, na última quinta-feira, 15, o vereador San de Paulista disse da ingratidão do deputado federal Antonio Brito -PSD- para com o Ipiaú, onde, no último pleito, foi o terceiro mais votado. San revelou que depois de receber 1.350 votos do eleitorado local, prometendo ações em favor da Fundação Hospitalar e da saúde pública, Antonio Brito desapareceu. “Nem sequer voltou para agradecer os votos às pessoas que trabalharam por ele”. O vereador acredita que na próxima eleição esse deputado não terá nem 100 votos nesta cidade.

Acreditando na Justiça

Inocentado das acusações apresentadas pelo Ministério Público Federal contra a sua pessoa pelo suposto envolvimento em crimes investigados na Operação Lava Jato, o deputado federal Mário Junior-PP/Ba- considerou o episódio como um momento de aprendizado e assegurou que sempre acreditou, e continua acreditando, na Justiça. Foi durante uma entrevista coletiva no Gabinete da prefeita Maria das Graças, em Ipiaú, que ele comentou esse assunto pela primeira vez. Disse que se sente muito mais fortalecido e que se alguém tinha duvida de alguma coisa a Justiça mostrou com clareza sua total inocência no caso.

Verba indenizatória
Na oportunidade o parlamentar explicou: “O que o Ministério Público Federal fez foi simplesmente pegar uma verba indenizatória de deputado estadual que eu tinha e dizer que era lavagem de dinheiro e propina da Petrobrás. Eu achava aquilo um absurdo e de fato era. Meus advogados trabalharam e obtivemos cinco votos  favoráveis na Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF). A rejeição da denúncia foi por unanimidade”. Mario Junior reiterou que nunca fez nada de errado e considera que a decisão do STF fortalecerá a sua trajetória. “Eu fui investigado pela Policia Federal, Ministério Público e Supremo Tribunal Federal. Vasculharam a minha vida e não acharam nada. Então eu acredito que tudo isso me deixou mais fortalecido”.  Quanto à possibilidade dessa onda de denuncismo trazer prejuízos na campanha pela sua reeleição ao Congresso Nacional ele foi taxativo:” É difícil avaliar isso. O que eu sei é que nunca fiz nada de errado”.

Puro Sangue
A bancada governista está sempre acompanhando a prefeita Maria das Graças em suas caminhadas pelo município, entretanto, somente dois dos sete vereadores que lhes dão sustentação na Câmara asseguram que apoiarão integralmente os seus candidatos (Eduardo Sales e Mário Junior) nas próximas eleições proporcionais. Sendo assim Cláudio Nascimento e Jô da AABB já estão sendo chamados de “puro sangue”. Mesmo não estando filiado ao PP, e sim do PSD , Cláudio Nascimento se enquadra como “puro sangue”, pois sua fidelidade à Maria tem sido maior que a sigla partidária.

Capital Político

A Coluna Raio Laser, do jornal Tribuna da Bahia, informou que “o governador Rui Costa convocou deputados, vereadores e dirigentes de partidos que possuem base ampla em Salvador para apresentar as ações do governo na capital baiana, previstas para os meses de abril e maio. O indicativo da reunião foi para que os aliados entendessem o trabalho do Governo do Estado e agissem politicamente para fortalecer a articulação com os vereadores e lideranças da capital sobre as ações e intervenções do Palácio de Ondina na cidade”.  Entre os aliados, a avaliação é que o governador está bem nas pesquisas e, pelo volume de obras que tem para entregar, pode melhorar ainda mais. A ideia é que se faça um uso maior de capital político do que já foi e do que será feito na cidade, sobretudo, em ano de eleição.
Dominhoco
O deputado federal Heráclito Fortes -PSB- está na política desde 1978. Já foi senador e prefeito de Teresina, capital do Piauí. Acumula cinco mandatos com votação ascendente.Na eleição de 2014 obteve  90.898 votos. Foi alvo de inquéritos e citações na “Lava Jato”. Nas planilhas da propina da Odebrecht aparece com o codinome de “Boca Mole”. Acrescenta-se à sua lista de apelidos os exóticos “Baiacu”, “Sapo Tanoeiro” e “Dorminhoco”. Heráclito está sempre tirando uma soneca, mesmo no plenário do Congresso Nacional. Nas viagens aéreas, nem se fala. É aí que ele fica mesmo à vontade: ronca e sonha com a Presidência da República.

O infiel
No meio político muito se fala em fidelidade partidária, mas parece que este não o caso do deputado Cícero Almeida, ex-prefeito de Maceió que recentemente filiou-se ao PHS e  já esteve no PSL, PDT, PTB, PP, PEN, PSD, PRTB e PMDB. Diante desse pula pula de legenda o colunista Cláudio Humberto definiu o ex-prefeito com o honroso titulo  de “ Ciço,  o Infiél”.

Marielle em Ipiaú
Os protestos contra o assassinato da vereadora Marielle Franco -PSOL- ecoaram na Câmara Municipal de Ipiaú, através da sua colega Andreia Novaes -PMDB- que destacou a luta que a vitima travou em favor dos direitos humanos e por uma sociedade mais justa e igualitária. “Marielle está presente na melhora de todos que combatem o preconceito e a maldade. Está presente nesta casa democrática, na Comissão de Justiça e Direitos Humanos que eu presido com muita honra”, declarou Andreia em entrevista à reportagem desta coluna.

Caçada
Por falar em voou e presidência é bom lembrar que o juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasilia, remarcou para o dia 21 de junho o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na ação em que ele é réu com seu filho Luis Cláudio Lula da Silva (Lulinha), acusados de participar de um esquema para favorecer a empresa SAAB na  venda de 36 aviões  caças ao Brasil. *A coluna Na Mira da Política é produzida pelo jornalista José Américo Castro