quarta-feira, 7 de março de 2018

Cineastas produzem documentário sobre a vida do escritor Euclides Neto

 O longa Dr. Ocride, que aborda a história do advogado, político e escritor Euclides Neto.
Os cineastas ipiauenses Edson Bastos e Henrique Filho estão mobilizados na realização de mais um projeto que valoriza o município onde nasceram. De 21 a 28 de fevereiro, do corrente ano, a dupla  concluiu os trabalhos de direção da última etapa de filmagens do documentário Dr. Ocride, que aborda a história do advogado, político e escritor Euclides Neto. A obra de longa metragem vem sendo executada pela equipe da empresa Voo Audiovisual que utiliza equipamentos de ponta, prezando pela qualidade da imagem do produto cultural. Para interpretar Euclides Neto, os diretores convidaram o ator Agnaldo Lopes, devido ao seu profissionalismo e semelhança física com o celebre intelectual. Ele esteve em Ipiaú e conheceu de perto a Fazenda Diamantina, onde Euclides escreveu alguns dos seus livros,  além de diversos  pontos da cidade.
A obra de longa metragem vem sendo executada pela equipe da empresa Voo Audiovisual.
O documentário foi selecionado pelo Edital Setorial de Audiovisual de 2016 e ainda não tem data de lançamento, mas já está pré-licenciado para ser exibido no canal fechado CineBrasilTV.  Dr. Ocride começou a ser produzido em janeiro de 2017 e desde então, mais de três mil imagens foram digitalizadas, incluindo jornais, fotos, manuscritos, assim como um acervo de vídeos familiares, palestras na OAB, entrevista ao Globo Rural, além de seis rolos de película super-8 filmadas pelo próprio Euclides, quando era Secretário de Assuntos Fundiários, entre 1987 a 1989, no governo de Waldir Pires, na Bahia. As cenas da vida de Euclides foram reconstituídas no estúdio da FTC, em Salvador, faculdade na qual Edson Bastos concluiu o curso de Cinema e Vídeo, em 2007. Já os depoimentos foram colhidos no Cinema do Museu da SALADEARTE, em Salvador. A equipe também captou cenas do cotidiano de Ipiaú e da Fazenda do Povo, local onde Euclides neto, quando prefeito deste município, realizou a primeira experiência de reforma agrária da Bahia.

Depoentes
Dentre as pessoas que prestaram depoimentos para o documentário estão os familiares de Euclides Neto, a exemplo da esposa Angélia e dos filhos Espártaco Teixeira, Patrício Teixeira, Marcelo Teixeira, Denise Teixeira, Maria Angélia Teixeira, o sobrinho Sérgio Teixeira e a irmã Luzia. Outros depoentes são os pesquisadores Eliesér César, Cid Seixas, Vitor Hugo Fernandes Martins, Baisa, Tica Simões, Albione Souza, Jorge Araújo e Rita Lírio, além de amigos e colegas de trabalho como Emiliano José, Edvaldo Santiago, Rui Patterson e  Lourival Gusmão, além de  alguns trabalhadores rurais da Fazenda do Povo, dentre os quais Vivaldo Neri, Valdemar Oliveira, Isabel dos Santos, Valdeci Santos, Almerinda Borges, Maria Borges e  Laudicéia Santos. (Giro/José Américo Castro).