quarta-feira, 14 de março de 2018

Ipiaú: Cadela Pit Bull aterroriza com ataques a animais de pequeno porte

Cadela anda solta nas imediações da pista de cooper ao bairro ACM (Foto: Reprodução)
Moradores dos bairros ACM, Conceição e adjacências estão temerosos com a possibilidade de ataques por parte de uma cadela da raça  Pit Bull. O animal se encontra solto, parambulando nas ruas, sem coleira, e já vitimou outros bichos, além de um ser humano. A cadela é da cor rajada, patas brancas e tem grande porte. Algumas pessoas acreditam que ela tenha escapulido do local onde vive, mas outras temem que esteja abandonado pelo dono (ainda não identificado) ou acometida de alguma doença. O certo é que vem causando pânico em muita gente, fato que exige uma ação imediata por parte das autoridades, inclusive da equipe de Vigilância Sanitária.
No domingo a noite, uma cadela da raça Chow Chow foi atacada pela Pit Bull no ACM.
Na noite do último domingo, 11, por volta das 22h30min, o ex-secretário de Governo, da administração passada, Enedino Rebouças (Dino), estava na porta de sua residência, no Bairro ACM, quando a pitbull apareceu e atacou sua cadelinha da raça Chow Chow, que atende pelo nome de “Nala”. Vanizia Santos Torres, esposa de Dino, que está grávida, em adiantado estado de gestação, sofreu um grande susto quando a cadela pit bull atacou “Nala”, deixando-a bastante machucada.  Dino precisou recorrer ao seu vizinho para evitar algo mais grave. A muito custo conseguiram salvar “Nala”. Segundo informou Enedino, um boletim de ocorrência foi registrado na delegacia local.
"Leleca" foi atacada na pista de cooper na última segunda-feira (Foto: Reprodução) 
Conforme relatos de populares, durante toda a noite de domingo, a cachorrona disseminou terror. Perseguiu gatos, sariguês, vira latas e algumas pessoas. Com jeitão de tigresa, ela transitou por diversas áreas da região e às 7 horas de segunda-feira, 12, na pista de cooper, atacou a cadela “Leleca”, que acompanhava uma idosa de 77 anos. Durante o ataque, o senhora acabou caindo e se ferindo levemente. A cachorrinha da raça cokspen se recupera dos ferimentos. 

Lei Municipal
Uma Lei Municipal decorrente de um projeto do ex-vereador Odair José (Daí) estabelece o uso de coleira, focinhieira e guia curta de condução, nos cães de raças notoriamente violentas e perigosas que estiverem sendo conduzidos por  seus donos em via pública, principalmente nos locais onde ocorra a presença de crianças e idosos. Essa lei ficou no papel, pois nunca foi cumprida. Uma cidade do porte de Ipiaú não pode continuar sem  um Centro de Controle de Zoonoses, tendo em vista a grande quantidade de cães e gatos que transitam pelas ruas e são portadores de doenças perigosas. O policial militar Kleber Gadita comenta, abandonando-os e deixando  que eles causem uma serie de transtornos. (Giro/José Américo Castro).