sábado, 17 de março de 2018

Munição usada na morte de Marielle Franco foi roubada na sede dos Correios na Paraíba

Do Bahia Notícias
O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, declarou nesta sexta-feira (16) que a munição usada na morte da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do seu motorista, Anderson Gomes, foi roubada na sede dos Correios na Paraíba. Ele divulgou a informação ao ser questionado sobre o fato da munição encontrada na cena do crime pertencer a um lote comprado pela Polícia Federal de Brasília em 2006. "Essa munição foi roubada na sede dos Correios, pela informação que eu tenho, anos atrás na Paraíba. E a Polícia Federal já abriu mais de 50 inquéritos por conta dessa munição desviada", afirmou Jungmann. Munições do mesmo lote, o UZZ-18, foram usadas na maior chacina da história do estado de São Paulo, que aconteceu nas cidades de Barueri e Osasco, em agosto de 2015. As polícias Civil e Federal vão realizar um trabalho conjunto de rastreamento para tentar descobrir se houve desvio do material.