terça-feira, 27 de março de 2018

PF combate fraudes em programas de Saúde de Brumado e Guanambi

Chefe da Delegacia de Polícia Federal em Vitória da Conquista comentou a operação (Foto: Blog do Anderson)
A Polícia Federal cumpriu cinco mandados de busca e apreensão e um de prisão preventiva para o sócio-administrador do Instituto Oftalmológico da Bahia (IOBA) durante Operação Lanzarote, deflagrada na manhã desta terça-feira (27), na microrregião de Guanambi, Sudoeste Baiano. Segundo a PF, a operação visa à repressão de fraudes relacionadas com a gestão do Projeto Glaucoma, instituído pelo Governo Federal. O programa, consiste no cadastramento e contratação de instituições de saúde para o tratamento oftalmológico de pacientes com glaucoma, com o atendimento clínico e o fornecimento contínuo de medicação (colírios). O Fundo de Ações Estratégicas e Compensação, do Ministério da Saúde (FAEC) é que financia o programa. De acordo com as investigações, a PF descobriu que o IOBA foi responsável pela implementação do Projeto Glaucoma em Guanambi, onde realizava mutirões de grandes dimensões em diferentes locais improvisados, como salões paroquiais, câmaras de vereadores, além de clubes, centros comunitários, ginásios e teatros. Por conta disso, a clínica investigada recebeu valores do Ministério da Saúde superiores a sua capacidade física para atendimentos. *Blog do Anderson