terça-feira, 6 de março de 2018

Prosegur diz que bandidos não conseguiram levar dinheiro da empresa em Eunápolis

Destroços da explosão em frente à empresa de segurança (Foto: Taísa Moura/ TV Santa Cruz)
O grupo de homens armados que explodiu uma unidade da empresa de segurança de valores Prosegur, no centro da cidade de Eunápolis, na madrugada desta terça-feira (6), não conseguiu levar o dinheiro. Em nota enviada ao G1, a empresa disse que o ataque foi frustrado graças aos sistemas de segurança instalados pela companhia, tornando o acesso ao dinheiro inviável e, por isso, os valores não foram levados pelos bandidos. A Prosegur também lamentou a morte do vigilante e disse esperar que as autoridades locais se mobilizem de forma conjunta, com ações preventivas e repressivas para conter ataques como este. O crime ocorreu por volta de 0h20, na Rua Doutor Gravatá. Foram cerca de 40 minutos de tiros e explosões, que assustaram os moradores da cidade. Na ação dos criminosos, um vigilante da empresa que estava na guarita foi morto a tiros. Outros 6 funcionários da empresa, 3 deles assistentes e 3 vigilantes, ficaram feridos ao serem atingidos por escombros da explosão. Eles foram encaminhados para o Hospital Regional de Eunápolis.