terça-feira, 3 de abril de 2018

Caneta com tinta que pode ser apagada é usada para tentar fraudar compras de carros em cartório na Bahia

 (Foto: Reprodução/TV Oeste)
A Polícia Civil de Luís Eduardo Magalhães, na região oeste da Bahia, apura tentativas de golpe na compra de carros na cidade com a utilização de uma caneta que possui tinta que pode ser apagada. Em 2018, quatro tentativas de fraudes desse tipo foram contabilizadas no cartório da cidade. O crime consiste em utilizar a caneta para assinar documentos a serem oficializados nos cartórios e, em seguida, apagar o que foi escrito. Na compra de carros, por exemplo, segundo a polícia, a intenção de quem apaga os dados dos documentos é adquirir um determinado veículo sem, no entanto, transferi-lo para o novo dono. Com isso, eventuais multas que o veículo possa ter após o negócio, por exemplo, resulta em infração para o antigo dono e não para o novo proprietário. Leia mais no G1