domingo, 8 de abril de 2018

Criança de dois anos morre atingida por viga de concreto em barcaça de cacau

Barcaça de Cacau (Foto: Reprodução/Ceplac)
Um menino que completaria três anos este mês morreu depois de ser atingido por uma viga de concreto. A tragédia aconteceu por volta das 10h da manhã deste sábado (07), em Boca do Córrego, zona rural de Belmonte. Adrian Arthur Santos Silva estava passeando com os avós maternos na fazenda da tia. Segundo o delegado Wendel Ferreira, o garoto brincava próximo a uma barcaça, com outros três amigos de sete, nove e 16 anos, quando um dos pilares se desprendeu e o atingiu na cabeça e na perna. O avô, o borracheiro Fernando de Jesus Santos, 50 anos, afirmou que levou o neto, em um carro particular, para o Hospital Regional de Eunápolis. O médico plantonista constatou que, ao dar entrada na unidade, um pouco antes do meio dia, a criança já estava morta. O laudo indicou que houve um grave traumatismo crânio-encefálico e fratura na perna direita. Em depoimento, o avô declarou ao delegado que estava no pasto, andando a cavalo, quando a sua mulher o avisou do acidente. O delegado disse que foi aberta uma investigação, mas que todos os indícios apontam para uma fatalidade. Os pais de Adrian moram em Porto Seguro, mas, como trabalham o dia inteiro, costumam deixar o filho frequentemente com os avós, que também são da cidade. Na Sexta-Feira da Paixão os avós foram para a fazenda e levaram o neto. Eles pretendiam voltar para Porto Seguro nesse domingo (08). *As informações são do Radar 64