quarta-feira, 9 de maio de 2018

Cebola é o produto alimentício mais inflacionado do ano

Sem reparar no preço que está em uma pequena placa posta atrás da bancada com as cebolas, as donas de casa mais desavisadas, que fazem as compras no Mercadinho Bonfim, no final de linha da Federação, em Salvador, só percebem o “tombo” quando colocam o produto na balança, já no caixa. Aí, após verificar o aumento, só restam três opções: chorar – antes mesmo de cortá-la –, desistir da compra, ou reduzir a quantidade na comida. Por lá, o quilo da cebola está a R$ 5,29. Dentre as três opções, a aposentada Maria Elza, 62 anos, escolheu a terceira. Reduziu a compra, levando para casa apenas três cebolas. Ficar sem o ingrediente, para ela e para muitas outras donas de casa, é quase impossível. A hortaliça vai no feijão, no arroz e na carne. Leia mais no CORREIO