terça-feira, 1 de maio de 2018

Vereadores de Gongogi aprovam Moção de Repúdio para secretária de Educação que teve fotos íntimas vazadas

Moção de Repúdio foi criticada pela comunidade (Foto: Ubatã Notícias) 
Os vereadores de Gongogi Adriano Mendonça (DEM), Toinho de Beca (PRB), Wilson Lima (PDT) e Nena de Tapirama (PEN) aprovaram, em sessão realizada na última terça-feira (24) na Câmara Municipal, uma Moção de Repúdio contra a Secretária de Educação, Maria de Fátima Ribeiro dos Santos. O Motivo da Moção – pasmem – a Titular da Educação teve fotos íntimas vazadas em redes sociais, segundo informou o blog Ubatã Notícias. Os edis aproveitaram o momento para destilar – sem dor ou piedade – preconceito, radicalismo, soberba, insensibilidade, ignorância, misoginia, machismo e oportunismo político. A postura dos vereadores tem sido motivo de duras críticas no município. 

“Vamos também fazer uma Moção de Repúdio a essa Câmara de Vereadores que se cala diante de turbulências, e agora querem usar de ‘fiscais do povo’ para mais uma vez apedrejar uma mulher. Em pleno século XXI e as mulheres continuam apedrejadas! Vamos nos levantar mulheres, homens, pessoas que pensam”, criticou uma professora em post nas redes sociais, que ainda continuou: “precisamos discutir a postura da Secretária de Educação, não pelas fotos vazadas, mas pelo conjunto de ações que a mesma fez e faz como secretária”, enfatizou. Na ‘sessão dos horrores’, um dos vereadores chegou a chamar a Secretária de Educação de ‘aloprada’ e afirmou que as fotos estariam comprometendo o ‘desempenho da educação e desqualificando a comunidade gongogiense’. Para completar o circo, os edis ainda exigiram a exoneração da Titular da Educação e caso a gestão Kaçulo (PR) se negue – pasmem mais uma vez – levarão o caso ao Ministério Público. Com a palavra, os ‘paladinos da moralidade’. *As informações são do Ubatã Notícias