terça-feira, 8 de maio de 2018

Conquista: Mãe perde gêmeos e família acusa hospital de negligência

Marizete e o marido Gilmar (Foto: Reprodução/ TV Sudoeste)
Uma mulher de 42 anos que estava grávida de 8 meses e meio, de gêmeos, perdeu as duas crianças e a família acusa um hospital da cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, de negligência por, supostamente, não ter prestado atendimento adequado à gestante. Um dos bebês, segundo contam os parentes, nasceu quando a mãe foi ao banheiro da unidade de saúde. O outro nasceu na sala de parto, mas também já estava morto. O caso ocorreu no Hospital Esaú Matos. A mãe das crianças, Marizete Teixeira Santos, deu entrada na unidade médica na manhã de quarta-feira (2), mas só deu a luz no domingo (6). Nesta segunda (7), o pai das crianças registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil.

Marizete e o marido, Gilmar de Souza Santos, têm outras duas filhas, de 23 e 16 anos, e, nos últimos meses, aguardavam com ansiedade a chegada dos gêmeos, dois meninos. "A família toda muito animada, porque eram os primeiros gêmeos da família", disse Jaqueline Teixeira Santos, filha mais velha do casal. Conforme os parentes, Marizete teve uma gestação tranquila e fez todos os exames de pré-natal. Antes de ser levada para o hospital, ela sentiu dores e procurou um posto de saúde do bairro onde mora, em Conquista. De lá, foi encaminhada para o Esaú Matos. Um relatório assinado por uma ginecologista aponta que Marizete estava na 34ª semana de gestação quando foi para a unidade de saúde. Além disso, conforme o documento, ela vinha apresentando perda de líquido há cerca de três dias e estava com dilatação de oito centímetros.