terça-feira, 15 de maio de 2018

Músicos da região: Cesinha na vital arte da percussão

Foi assistindo aos cortejos do cordão Filhos de Tupinambá, onde o sincretismo afro-indígena brasileiro se manifestava ao som dos atabaques, chocalhos e agogôs, que os ouvidos do menino Cesinha aguçaram para os ritmos percussivos. A magia dos batuques lhe envolveu de tal maneira que não tardou a ensaiar os primeiros toques nas latas e tampas de panelas da casa dos seus pais. Nas correrias com outros garotos da Travessa Vicente Júlio Aragão ele entendeu que a vida depende das batidas incessantes do coração. Tornou-se ritmista e no inicio da adolescência já participava de charangas e sambões da área popularmente conhecida como “Baixada”. Leia a matéria completa