quinta-feira, 10 de maio de 2018

Sesab confirma 100 casos de H1N1 na Bahia; número de mortes sobe para 15

Subiu para 100 o número de casos confirmados de H1N1 na Bahia, segundo informações da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia nesta quarta-feira (9). O aumento no número de pessoas com a doença em quase sete dias foi de cerca de 30%, já que há uma semana eram 73 casos de H1N1 no estado. Os dados foram registrados até o dia 5 de maio. A Sesab informou ainda que o número de mortes pela doença na Bahia passou de 13 para 15. Do total de mortes, 10 ocorreram em Salvador. Conforme a Sesab, as faixas etárias com maior ocorrência da gripe H1N1 foi entre os menores de 5 anos e maiores de 60, com 66,6% dos óbitos ocorreram nesse grupo na Bahia. Foram confirmados casos de H1N1 em 22 municípios e os óbitos ocorreram em seis deles. Além de Salvador com dez óbitos, Camaçari (1), Lauro de Freitas (1), Retirolândia (1), Saúde (1) e Serrinha (1). Segundo especialistas, a transmissão da H1N1 é feita pelo contato (saliva, espirro ou objetos contaminados). Os sintomas são dores mais fortes no corpo do que as provocadas pela gripe comum, febre alta e intensa dor de cabeça. A orientação é que quem apresentar os sintomas procure atendimento médico imediato.