sexta-feira, 4 de maio de 2018

TJ-BA restabelece decreto de prisão de ex-prefeito de Santo Amaro

O ex-prefeito teve mandado de prisão decretado no início do mês passado, que não foi cumprido.
A Primeira Turma da Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) decidiu nesta quinta-feira (3) por unanimidade restabelecer o decreto de prisão do ex-prefeito  de Santo Amaro Ricardo Machado (PT). O primeiro voto foi feito pelo relator Julio Cezar Lemos Travessa, que votou pelo restabelecimento do decreto de prisão preventiva. Os desembargadores Ivete Caldas Silva Freitas Muniz, Carlos Roberto Santos Araújo e Jefferson Alves de Assis acompanharam o voto do relator. O ex-prefeito teve mandado de prisão decretado no início do mês passado, que não foi cumprido pois o réu estava foragido, demonstrando não ter a menor intenção de colaborar com a Administração da Justiça. Machado teria desviado em torno de R$ 5,1 milhões em contratos com empresas do empresários Luís Cláudio, conhecido como Poi. Ainda segundo o MP-BA, Machado é acusado de integrar um esquema que teria desviado cerca de R$ 24 milhões entre 2013 e 2015. O político é investigado pela Operação Adsumus, que investiga desvios da ordem de R$ 20 milhões dos cofres da prefeitura de Santo Amaro.