sábado, 30 de junho de 2018

Ministério alerta para perigo da volta da poliomielite no Brasil; Bahia tem maior risco

O alerta foi feito nesta quinta-feira (28) em uma reunião com secretários estaduais e municipais de saúde.
O Ministério da Saúde admite existir alto risco de retorno da poliomielite em pelo menos 312 cidades brasileiras, segundo publicou o jornal O Estado de S. Paulo. A situação mais grave é na Bahia, onde 15% dos municípios imunizaram menos do que 50% das crianças, seguido do Maranhão, com 14,29%. O alerta foi feito nesta quinta-feira (28) em uma reunião com secretários estaduais e municipais de saúde. “É uma situação gravíssima”, afirmou a coordenadora do Programa de Imunização, Carla Domingues. Estão na lista de maior risco para pólio municípios que não conseguiram atingir nem 50% da cobertura vacinal. “Uma cidade com esses indicadores tem todas as condições de voltar a transmitir a doença em nosso País. Será um desastre para a saúde como um todo”.  O último caso registrado no Brasil foi em 1990. Quatro anos depois, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a doença erradicada das Américas. A recomendação é de que a cobertura vacinal contra pólio seja superior a 95%. Em todo o País, apenas Rondônia, Espírito Santo e Distrito Federal não têm cidades sob risco elevado.