segunda-feira, 9 de julho de 2018

Médico ortopedista e traumatologista dá dicas para evitar acidentes em casa

Dr. Felipe Miranda atende em Ipiaú na Cliort e no HGI.
Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia,  especialista em cirurgia do joelho, o médico carioca Felipe Meireles Miranda tem prestado, na sua área de atuação, relevantes serviços à população de Ipiaú. Inúmeras pessoas que sofreram traumas em decorrência de acidentes receberam dele o auxilio necessário para a pronta reabilitação. Dr. Felipe reside em Jequié e duas vezes por semana (terça e quarta-feira), atende em Ipiaú, na Cliort e no Hospital do Estado (HGI). Graduou-se pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio), fez residência médica no Hospital  Miguel Couto, considerado uma das maiores unidades de atendimento a pacientes politraumatizados da América Latina, e obteve a especialização no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (INTO) que é referência de alta complexidade para todo o Brasil. Desde então, vem aperfeiçoando as técnicas assistenciais (desde a cirurgia até a reabilitação), assim como desenvolvendo e implementando estudos básicos e clínicos na sua área de atuação.
Dr. Felipe lembra que grande parte dos traumas ortopédicos acontecem na prática esportiva e nos acidentes de trânsito, mas também vitimam pessoas idosas no próprio ambiente doméstico. Um simples tapete, uma escada sem corrimão ou um piso úmido, por exemplo, podem causar escorregões e tropeços, levando a ferimentos e fraturas mais graves e até traumatismos. Sendo assim, ele recomenda algumas adaptações no ambiente onde vivem essas  pessoas de mais idade, promovendo a segurança delas. 

Confira as dicas: 

"Deixe as áreas de maior circulação, como corredores, livres de móveis para que se possa transitar com tranquilidade;

Prefira móveis sem quinas e em uma altura que não precise de escadas ou bancos;

Os assentos de sofás e poltronas não devem ser muito macios, pois dificultam no momento de levantar, e altura média deles deve ser de 0,50m e com profundidade média de 0,70 a 0,80m com braços;

Pinte as paredes com cores claras, evite cortinas pesadas; Ilumine todos os ambientes da casa, pois isso facilita a circulação, coloque os interruptores nas entradas e saídas dos ambientes;

No quarto, a mesa de cabeceira deve estar fixada ao chão, caso seja preciso se apoiar nela para levantar;

Coloque o telefone sem fio e os números de auxílio na mesa de cabeceira, assim como o abajur de toque;

No banheiro, substitua o sabonete em barra pelo líquido;

As portas de acesso ao banheiro devem ter abertura para o lado de fora;

Invista em carrinhos de rodas, que ajudam a mover utensílios da cozinha para outros ambientes da casa; 

Mantenha a pia e a bancada da cozinha na mesma altura do fogão, e instale as torneiras de fácil manuseio, com meia volta;

Prefira pratos, copos e garrafas de plástico ou metal;

Elimine os tapetes ou os substitua por opções que não escorreguem;

Tem animal de estimação em casa?  Tome cuidado para não tropeçar neles”.

*Giro/José Américo Castro