sábado, 7 de julho de 2018

Ex-diretoria da Casa do Menor faz um balanço da sua atuação

Ipiaú - Na certeza do dever cumprido a ex-diretoria da Fundação Antonio Carlos Magalhães, entidade que é mais conhecida como Casa do Menor, vem através do GIRO fazer um resumo da sua atuação ao longo do último biênio e acrescentar que o grupo continuará trabalhando em favor da comunidade ipiauense, notadamente junto aos setores da juventude. O processo eleitoral que indicou a renovação na casa foi reconhecido como legal e democrático. A gestão anterior foi iniciada em março de 2015 tendo em sua presidência o jovem Álvaro Jardim Fernandes que no ano seguinte se afastou  do cargo para concorrer a uma vaga na Câmara Municipal de Vereadores, ocasião em que foi substituído por Vinicius Fernandes Menezes. Passada a eleição municipal, Álvaro Jardim retorna à diretoria exercendo o cargo de tesoureiro até o final do mandato. Ele assegura que a gestão da qual participou   promoveu mudanças que resultaram em avanços significativos na Casa do Menor.
"Dentre outras realizações conseguimos captar recursos nas esferas federal e estadual, através do FNAS (Fundo Nacional de Assistência Social) e do FEAS (Fundo Estadual de Assistência Social), implantamos a primeira equipe técnica da Fundação, constituída psicólogo, assistente social e coordenador, além de um projeto de acompanhamento pedagógico e oficinas de karatê, música, dança, artesanato, palestras, cursos e várias outras ações voltadas a formação da cidadania das crianças ali residentes”, acrescenta. O grupo liderado por Álvaro Jardim elaborou um calendário de atividades a serem desenvolvidas de forma voluntária, em favor da juventude ipiauense até o final deste ano. Mesmo antes de atuar na Casa do Menor a turma compôs, em 2014, o Departamento Municipal de Juventude, realizando diversas políticas públicas, a exemplo da Conferência Municipal da Juventude que se tornou uma referência no estado.  

Agradecimentos
Álvaro Jardim faz questão de agradecer a todos que auxiliaram no trabalho desenvolvido na Casa do Menor, em especial o pessoal da sua equipe: Daniel Floquet, Thais Barros e Caio Souza, além dos funcionários da casa e o Conselho Tutelar, assim como à juíza da Vara da Infância e da Juventude, ao Ministério Público e ao Desembargador  Salomão Rezedá, Corregedor das Comarcas do Interior.(Giro/José Américo Castro)