quarta-feira, 4 de julho de 2018

Índios ocupam prefeitura de Cabrália reivindicando transporte escolar

Indígenas afirmam que só desocuparão o prédio após terem uma reunião com o prefeito.
Um grupo de cerca 70 índios pataxó da aldeia de Mata Medonha, próxima ao distrito de Santo Antônio, em Santa Cruz Cabrália, ocupa, desde as 10h da manhã desta quarta-feira (04), a sede da prefeitura do município. Os indígenas afirmam que só desocuparão o prédio após terem uma reunião com o prefeito Agnelo Santos. “Ele mandou os secretários conversarem conosco, mas nós queremos conversar com ele. Já cansamos de esperar”, disse um índio. De acordo com a liderança indígena apurumã, o grupo está reivindicando transporte escolar, melhorias na estrada de acesso à aldeia e no prédio da escola da comunidade. “Há cerca de um mês as crianças estão sem poder ir às aulas. Além dos 115 alunos que estudam no colégio da aldeia, ainda há mais 30 jovens que cursam o ensino médio na escola do distrito de Santo Antônio”, contou.
Grupo está reivindicando transporte escolar, melhorias na estrada de acesso à aldeia e no prédio da escola.
Segundo o indígena, para chegar à escola dentro da aldeia, muitas crianças precisam se deslocar até três quilômetros. Já os alunos que vão a Santo Antônio percorrem uma distância de cerca de nove quilômetros. A secretária de Educação de Santa Cruz Cabrália, Dilza Reis, confirmou ao RADAR 64 que o veículo utilizado para o transporte escolar  dos estudantes da aldeia está quebrado. “É o carro do projeto A Caminho da Escola, do Governo Federal. Das oito peças necessárias para a manutenção, só conseguimos encontrar três no município”, afirmou a secretária. Dilza informou que já se reuniu com o representante da empresa responsável pelo transporte escolar e pediu que ele providenciasse um novo veículo para substituir o que está em manutenção. *Informações do Radar64