quarta-feira, 11 de julho de 2018

Veja os destaques da Coluna Na Mira da Política

Guerra das Estrelas
Com ataques e contra-ataques prossegue a guerra entre as estrelas da política ipiauense. Os dois lados combatentes dizem possuir armas capazes de liquidar o rival, mas o recomendável é não se  arriscarem, pois isso pode resultar na aniquilação mútua, deixando a galáxia livre para a ocupação das forças alienígenas. Prudência e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.

Injusta retirada
Em nota oficial o PSB da Bahia considerou como injusta a retirada da senadora Lídice da Mata da candidatura à reeleição na chapa majoritária do governador Rui Costa. Os socialistas entendem que isso reduz o espaço da esquerda e da mulher na política baiana. O partido considera que a candidatura avulsa ao Senado resultaria em imenso prejuízo para as eleições dos seus deputados estaduais e federais. Diante deste quadro, a Comissão Executiva Estadual, atendendo ao apelo da Direção Nacional, no sentido da ampliação da bancada de deputados federais, resolveu que a presidente estadual da legenda na Bahia, Lídice da Mata, será candidata a deputada federal nas eleições de 2018.

Apoio
O PSB, entretanto, reafirma apoio às candidaturas de Rui Costa e Jaques Wagner ao governo do Estado e Senado respectivamente, considerando que tais candidaturas no campo progressista apresentam uma maior viabilidade eleitoral.

Mosca na Sopa
A pré candidatura de Miguel Banda Roxa, ex vice-prefeito de Ipiaú, foi a mosca que pousou na sopa de muitos políticos que disputam os votos do eleitorado local. Banda sai comendo pela beirada e tirando, no mínimo, três mil votos do papo dos gulosos políticos forasteiros.

Candidatos de Jequié
Mais do que nas outras vezes, os políticos que tem como principal base eleitoral a cidade de Jequié, onde residem, assediam o eleitorado ipiauense, agrupam cabos eleitorais, controlam vereadores. Pouca atenção eles dão a Ipiaú após a eleição. Puxam a brasa para sua sardinha, deixando pra nós os fragmentos das migalhas.

Flávia na fita
E já tem gente falando da possibilidade de Flávia Mendonça suceder sua mãe, Maria das Graças, na Prefeitura de Ipiaú. São meras especulações, pois o maior interesse de Flavia é mesmo auxiliar Maria na atual gestão, mantendo-se como fiel escudeira da gestora, articulando alianças, fortalecendo o governo.

Base Unida
Mesmo pulverizada quando se refere ao apoio a parlamentares que concorrem à reeleição em nível estadual e nacional, a   bancada situacionista do município continua homogênea quando a questão é a sustentação do governo da prefeita Maria das Graças. Seria unânime em torno do apoio à chapa majoritária liderada pelo governador Rui Costa -PT- se o vereador Robson Moreira -DEM- não mantivesse fidelidade à chapa do correligionário José Ronaldo.

Fora da peleja
O empresário e ex-candidato a vice-prefeito de Ipiaú, Eduardo Pereira Alves (Dú) está mesmo disposto a ficar de fora do jogo eleitoral neste ano. Apesar de ser muito assediado pelos políticos que buscam seu apoio, ele assegura que prefere se manter como um mero expectador do processo e pode até, a exemplo da tendência de grande parte do eleitorado brasileiro, não votar em ninguém.

Imprensa
A jornalista Lú Lélis confirmou interesse em presidir a Associação Jequieense de Imprensa -AJI-, no biênio 2018/19. A eleição acontece na quinta-feira (19), a partir das 15h30 na sede da entidade, localizada no 2º andar do edifício Rio das Contas. O registro do chapas será recebido até as 17h do dia 17. 

No rastro do mensalão
Comenta o jornalista Bob Fernandes: “No rastro do mensalão o Brasil debateu intensamente corrupção, mas derrubaram uma presidente acusando-a de “pedaladas”, não de ser corrupta. E quem derrubou? Exatamente bandos. Chefiados por Eduardo Cunha e seus “milhões de Cunhas”, chefiados por Geddéis e chefes mais graduados. Presidente da República considerado ruim, incompetente, se tira nas urnas, não com motivo cambiável a cada mês, com manchetes, helicópteros e numa farsa. Que a farsa não termine em tragédia com o país entregue a fascistas carregados de ressentimento, recalques e ódio...

Acionadas
O Ministério Público Federal (MPF) acionou 63 cidades da Bahia que têm menos de 50% das crianças protegidas contra a poliomielite (paralisia infantil) para que adotem as medidas necessárias para garantir o aumento da imunização, informa o site Correio da Bahia. A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é de que a cobertura contra a poliomielite seja de 95%. Na microrregião do Médio Rio de Contas, as cidades de Gongogi, Ipiaú e Barra do Rocha foram acionadas pelo MPF.
*A Coluna Na Mira da Política é produzida por José Américo Castro