Bahia não realiza transplante de coração há 4 anos, diz pesquisa


Pesquisa conjunta da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos e do Registro Brasileiro de Transplantes apontou a Bahia como um dos estados com menor número de procedimentos no país no período de 2005/2012. Em relação a transplante de órgãos sólidos, apenas são feitos no estado os de rim e de fígado, com os de coração suspensos há quatro anos. Ano passado, a Bahia conseguiu a melhor colocação nos transplantes com rim, mas ficou atrás de Ceará, Pernambuco, e mais seis estados do eixo Sul/Sudeste. Foram feitos 104 procedimentos de transplante de rins em adultos em 2012. O levantamento ainda informou que o estado tem a proporção de 7,4 transplantados para um milhão de habitantes, o que o coloca na 18ª posição. Quando o assunto é transplante de fígado, a Bahia fica na frente apenas do Distrito Federal, Espírito Santo e Paraíba, com a porcentagem de 4,0 por milhão de habitantes. Deste órgão, foram registradas 56 cirurgias para transplante deste órgão no estado no período pesquisado. Informações do A Tarde.