Ipiaú: Estrada da Zona Rural é interditada durante protesto


O protesto foi realizado próximo da Fazenda do Povo.(foto:Giro em Ipiaú)
Uma valeta foi feita pelos manifestantes.(foto:Giro em Ipiaú)
A estrada deve ficar interditada até segunda-feira.(foto:Giro em Ipiaú)
A polícia militar acompanhou o protesto.(foto: Giro em Ipiaú)
Um representante da prefeitura ouviu as reivindicações.(foto:Giro em Ipiaú)
Moradores da zona rural, região da Fazenda do Povo, interditaram na tarde deste sábado, a rodovia principal daquela localidade. Os cerca de 40 manifestantes fizeram uma valeta na estrada, queimaram pneus e madeiras, impedindo o tráfego de veículos. Eles reivindicam melhorias nos serviços de patrolamento e recuperação das estradas vicinais da Fazenda do Povo, Bom Sem Farinha, Região do Tinguí e outros. “Estão colocando o mesmo material que usaram no mês passado, em poucos dias a estrada ficou cheia de buracos, e agora estão colocando o mesmo material de novo, a gente não quer que tape os buracos com barro, pedimos cascalho de qualidade”, reclamou Lena, moradora da Fazenda do Povo. O diretor de transportes do município, Neném de Ota, esteve no local e ouviu as reclamações. “Qualquer cascalho que se colocar na estrada e imediatamente chover, ele vira, lama”, justificou o diretor, que completou dizendo, “Os serviços de patrolamento estão sendo realizados e em breve chegará a toda região da zona rural”. Neném de Ota sugeriu que fosse criada uma comissão para se reunir com o prefeito na segunda-feira, no entanto, os manifestantes recusaram a proposta e exigiam a presença do Secretário de Agricultura do município ou do chefe do executivo. “Como não houve acordo, a estrada continua interditada, ao menos, até segunda-feira”, informou a líder do movimento à reportagem do Giro em Ipiaú.