Ao GIRO, técnico da seleção de Camamu fala sobre brilhante campanha do time no Intermunicipal

A seleção de Camamu é uma das 08 seleções que continuam vivas na briga pelo título do Campeonato Intermunicipal. A exemplo do ano passado, quando fez uma campanha sublime, sendo semifinalista, os camamuenses repetem o bom desempenho nessa temporada. O fato é que tanto em 2016 como em 2017, a seleção de Camamu não era vista com potencial pra chegar a fases agudas, no entanto, dentro de campo o desempenho tem sido extremamente eficiente.
A prefeitura de Camamu apoia a seleção oferecendo transporte, alimentação e repasses mensais no valor de R$ 15 mil. A reportagem do GIRO manteve contato com o técnico Fernando, da seleção de Camamu, e bateu um papo sobre a campanha plausível que os camamuenses vêm realizando. Confira abaixo a entrevista: 

GIRO: Fernando, a seleção de Camamu é vista por muitos como grata surpresa nas quartas de final. Vocês também estão surpresos com essa grande campanha ou sabiam que tinham potencial pra chegar longe? 

Fernando: Pelo trabalho que foi feito ano passado, nós esperávamos sim, e também pelos jogadores que foram contratados. O nosso trabalho no dia a dia, da nossa comissão técnica, da diretoria, do presidente da liga, dos nossos torcedores e patrocinadores está dando muito certo. Por isso estamos todos unidos trabalhando para com fé em Deus conseguir os nossos objetivos. 

GIRO: Das 8 seleções, a de Camamu é a que tem a menor folha salarial. Apesar do baixo investimento, o que foi determinante para Camamu ter um desempenho tão bom como vem tendo? 

Fernando: Nós mantemos a base do ano passado, e trouxemos quatro jogadores acima da idade, mais experientes. O que a seleção de Camamu precisa está recebendo, que é o apoio da prefeitura, dos torcedores e dos patrocinadores. A nossa folha de pagamento não é tão baixa não, chega a quase R$ 40 mil, e isso possibilitou oferecer um salário digno aos nossos jogadores. E a causa principal de nosso crescimento do ano passado pra cá foi a união entre atletas, torcedores e patrocinadores.

GIRO: Eu falei que a folha era a mais baixa baseado no repasse de 15 mil da prefeitura. Mas você disse que a seleção tem folha de quase 40 mil. Quer dizer que o comércio aí investe alto na seleção?

Fernando: Isso mesmo Romário. Nós contamos com o apoio financeiro da prefeitura, do comércio e do torcedor através da renda com bilheteria. Eu estou com a seleção há três anos, e nós nunca atrasamos salário. Oferecemos boas condições para os nossos atletas na casa do atleta, com boa alimentação, TV por assinatura, internet, etc. E no futebol, como em qualquer empresa, é importante oferecer uma boa remuneração aos seus colaboradores, e é isso que o presidente tem feito aqui.

GIRO: A seleção de Ipiaú recebeu durante sua participação no Intermunicipal um grande apoio do torcedor. A seleção de Camamu também tem recebido apoio maciço do seu torcedor ou vocês esperavam um apoio maior? 

Fernando: Estamos recebendo o apoio necessário. Em nossos treinos, por exemplo, cerca de 80 pessoas têm prestigiado. Em nenhuma partida nossa equipe foi vaiada. Nunca um torcedor veio ao treino para criticar o trabalho ou algum jogador, sem contar do carinho que os jogadores recebem na rua. Nós não seríamos nada sem o torcedor. Estádio cheio serve de motivação para qualquer jogador. E nossa torcida apoia nossa comissão, apoia o presidente da liga e os nossos maiores patrocinadores que são prefeitura e câmara de vereadores. 

GIRO:  Nessa fase, Camamu enfrentará a seleção de Itabela. Qual a avaliação que você faz desse confronto? 

Fernando: Será um tira teima do confronto que tivemos ano passado, quando em casa perdemos por 1x0 e lá em Itabela vencemos por 3x2. E diferente do confronto passado, dessa vez vamos decidir em casa. Isso é bom pra gente. Esse é um confronto de duas seleções que investiram muito, que estão trabalhando forte para avançar.

A seleção de Camamu eliminou a seleção de Conceição do Coité na fase anterior e agora enfrentará a seleção de Itabela nas quartas de final do Intermunicipal. O jogo de ida acontecerá no próximo domingo (29), em Itabela. (GIRO/Romário Henderson)