Tio e sobrinha são suspeitos de aplicar golpe em idosos que pediam empréstimos

Tio e sobrinha foram presos por estelionato no sudoeste da Bahia (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Tio e sobrinha foram presos em flagrante por estelionato, nesta segunda-feira (26), em Barra do Choça, no sudoeste da Bahia. De acordo com a Polícia Civil, eles administravam uma instituição financeira no centro da cidade, ofereciam empréstimos a idosos da zona rual, mas só entregavam parte do dinheiro contratado. Os suspeitos foram identificados como Renê Soares Santos da Silva e Jamile Santos Marques. Além deles, a delegada que investiga o caso, Gabriela Garrido, informou que outras duas pessoas da mesma família, uma cunhada e a esposa de Renê, estão sendo investigadas. No mesmo local da financeira, os suspeitos também mantinham um escritório de advocacia e uma loja de eletrodomésticos. Segundo a polícia, a dupla superfaturava os valores do produtos da loja para vender aos idosos. 

"É uma quadrilha familiar. Na loja de eletrodomésticos, uma televisão que custava R$ 700, por exemplo, eles vendiam por R$ 5 mil para os idosos. Para comprar, as vítimas precisavam pegar um empréstimo com eles. Os idosos achavam que estavam pagando os R$ 700, e com o passar do tempo, eles percebiam que estavam sendo cobrados além do que foi contratado. Então eles reclamaram no banco, achando que era alguma cobrança indevida e o banco aconselhou que eles procurassem a polícia", explicou. De acordo com Gabriela Garrido, há cerca de um ano a família é investigada, período no qual algumas das vítimas começaram a procurar a polícia sob suspeita de cobranças indevidas nas próprias contas. *Informações do G1