Bandidos cercam Eunápolis e explodem empresa transportadora de valores; um vigilante foi morto na ação

Destroços da explosão em frente à empresa de segurança, na Bahia (Foto: Taísa Moura/ TV Santa Cruz)
Dezenas de bandidos armados com metralhadoras e fuzis aterrorizam Eunápolis no fim da noite desta segunda-feira (05). Usando explosivos, como granadas e dinamites, eles destruíram a sede da empresa de transporte de valores Prosegur, no centro da cidade. Um vigilante morreu e outros cinco funcionários ficaram feridos, atingidos por escombros, estilhaços ou disparos. O grupo fechou as principais entradas e saídas da cidade. Em um trecho da BR-101, próximo ao posto da Polícia Rodoviário Federal, a quadrilha atravessou uma carreta. Também tocaram fogo em uma ponte no km 12 da BR367, acesso ao município de Porto Seguro. 
Os quarteis da Polícia Militar, no centro, das companhias especiais Rondesp e Caema, no Centauro, também foram bloqueados. Os marginais incendiaram carros em frente a essas unidades. Muitos tiros foram disparos para dentro da sede da 7ª CIPM. As fachadas de muitas lojas ficaram danificadas. Um grupo de trabalhadores de uma empresa que esperava o transporte foi feito refém. "Durante mais de meia hora nos usaram como parede humana", afirmou uma das vítimas.
Polícia foi acuada; explosão na Prosegur resultou em um morto e cinco feridos.
Os policiais – em menor número e com armas de menor alcance, tiveram que se abrigar. Não houve confronto com os bandidos. Os disparos e explosões duraram quase 40 minutos. A estrutura da Prosegur ficou abalada e corre risco de desabar. Um socorrista do Samu relatou que, durante o atendimento às vítimas, uma banana de dinamite explodiu.   Em nota, a empresa disse que o ataque foi frustrado graças aos sistemas de segurança instalados pela companhia, tornando o acesso ao dinheiro inviável e, por isso, os valores não foram levados pelos bandidos. A Prosegur também lamentou a morte do vigilante e disse esperar que as autoridades locais se mobilizem de forma conjunta, com ações preventivas e repressivas para conter ataques como este. A companhia ainda informa que está dando assistência aos feridos e à disposição para colaborar com o andamento das investigações.Há informação que os bandidos fugiram, em diversos carros, pela estrada da Colônia, na zona rural. *As informações são do site Radar 64