Comerciantes e moradores protestam contra a Prosegur em Eunápolis

Uma das lojas atingidas pelas explosões da madrugada de terça-feira (Foto: Radar 64)
Proprietários de pontos comerciais e de residências na quadra onde fica o prédio da Prosegur - explodido por bandidos na madrugada de terça-feira (06), realizaram uma manifestação no fim da tarde desta quinta-feira (08). Com cartazes em mãos, o grupo impediu que as máquinas contratadas pela empresa de transporte de valores continuassem a realizar a demolição do prédio. Segundo a publicitária Geisa Soares, vários comerciantes ficaram prejudicados com a ação dos bandidos. Muitos estão impossibilitados de trabalhar. Ela disse que está sem dormir desde que ocorreu o ataque e que teve que arcar com os prejuízos. O comerciante aposentado Adalberto Oliveira é dono de dois imóveis que foram interditados na quarta-feira (07) pela Defesa Civil do município. Ele questionou quem vai arcar com os prejuízos que está tendo, pois além dos pontos comerciais, possui seis apartamentos que serão desocupados pelos inquilinos devido aos danos causados pela explosão de terça.  *Informações do Radar 64