Após liberar BR-330, grupo de manifestantes promete voltar se Lula for preso

Manifestantes fecharam a BR-330 por quatro horas nesta sexta-feira (Foto: Giro Ipiaú)
A BR-330, interditada nesta sexta-feira (06), por simpatizantes do ex-presidente Lula, foi desobstruída por volta das 14h. O protesto com queima de pneus e madeira ocorreu próximo a cidade de Jitaúna. O trânsito no trecho que liga o município à Ipiaú ficou parado. A pista foi liberada após a Polícia Rodoviária Federal, com o apoio de guarnições da CIPE Central, Corpo de Bombeiros e do Pelotão de Jitaúna, convencerem os manifestantes a encerrarem o protesto. Ninguém ficou ferido.
Policiais da PRF, CIPE Central, PM e Corpo de Bombeiros foram acionados (Foto: Giro Ipiaú)
Segundo informou ao GIRO, "Chicão" - líder do movimento, a manifestação em apoio à Lula teve início por volta das 10h dessa sexta-feira e a previsão de encerramento era justamente às 14h. "Ninguém comprovou até hoje o que Lula fez de errado, é por isso que estamos aqui ocupando a pista, vamos desocupar agora, mas se não der resultado, amanhã em diante nós vamos voltar a ocupar as pistas de novo e parar as rodovias da Bahia e do Brasil", comentou o líder do protesto e integrante do MST.
Pneus e troncos de madeira foram usados para interditar a BR-330 (Foto: Giro Ipiaú)
A prisão do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva foi decretada pelo juiz Sérgio Moro, após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) em rejeitar o pedido de habeas corpus preventivo em favor do acusado. Ele tem até às 17h dessa sexta-feira para se apresentar na PF, mas há indícios que o líder petista vá aguardar a polícia ir busca-lo no Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo. (Giro Ipiaú)