Mais de 11 mil baianos podem ter bens leiloados para quitação de débitos de condomínio

O primeiro trimestre do ano foi encerrado com más notícias para quem está devendo a taxa de condomínio. Levantamento realizado pelo Sindicato da Habitação da Bahia (Secovi-Ba) junto ao Tribunal de Justiça aponta que as ações de despejo provocadas por inadimplência condominial alcançaram o maior patamar desde 2012, com 233 processos registrados entre janeiro e março, um aumento de quase 10% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram abertos 213 processos contra os devedores. Outro dado que chama a atenção é o volume de ações de cobrança de taxas atrasadas, que somaram mais de 3,5 mil processos nos três primeiros meses do ano. Ou seja, muita gente pode ter bens, incluindo o próprio imóvel, leiloado para quitar esses débitos. Leia mais no Correio