Polícia Civil fecha fábricas clandestinas de água sanitária em Ipiaú

Material apreendido foi encaminhado para a delegacia (Fotos: Divulgação)
A Polícia Civil localizou e fechou nos bairros Santa Rita e Aloísio Conrado duas fábricas clandestinas de água sanitária em Ipiaú. Conforme informou o delegado titular de Ipiaú, Dr. Rodrigo Fernando, as empresas Q Melhor (representada por Ladislau Ramos) e a Rio de Contas (representada por Milton dos Santos), produziam o material de forma ilegal e utilizavam vasilhames e rótulos de outras marcas famosas na região.
Produto fabricado clandestinamente era vendido com rótulos de outras marcas.
"Foi constatado que as respectivas marcas estavam utilizando frascos e tampas de fabricação e usos exclusivos da empresa Teiú Indústria e Comércio LTDA, bem como os resultados encontrados nos produtos. Após análise de um químico, o material aponta níveis que não atendem às especificações exigidas pela Anvisa. Os produtos também são vendidos sem expedição das respectivas notas fiscais. Assim, a Polícia Civil de Ipiaú trabalha com o intuito de proteger o cidadão que adquire um produto em desacordo com o exigido, no caso em tela, com risco seríssimo de infecções, pois não são aptos ao que se propõe", destacou o delegado.
Foto: Divulgação/Polícia Civil
Os proprietários das duas empresas clandestinas responderão pelo crime de contra a ordem econômica e as relações de consumo. O material apreendido na operação policial foi encaminhado para a delegacia local. (Giro Ipiaú)