Prefeito de Gandu emite nota sobre caso de “compra de prêmio” e se diz vítima de Instituto

quinta-feira, agosto 09, 2018
Do Diário Paralelo
Apontado pelo Tribunal de Contas dos Municípios – TCM, como um dos 27 prefeitos que teriam usado verba pública para compra de prêmios, o prefeito Leonardo Cardoso (PP), por meio de sua assessoria de comunicação, emitiu nota sobre o caso informando que tomou como “surpresa” a notícia veiculada em telejornais nacional e da Bahia. Segundo nota enviada ao Diário Paralelo, o prefeito “declara inocente dessa situação, já que foi convidado a participar do 127º Seminário, ocorrido nos dias 14 e 15 de junho deste ano, em Salvador.”

Ainda segundo a nota, “pelo fato do evento contar com diversos palestrantes renomados das áreas de direito e jornalismo, a nível estadual e nacional com houve um custo de R$ 637,00.” A nota informa ainda que, caso seja realmente comprovada a denúncia, a prefeitura de Gandu tomará as medidas judiciais cabíveis. Ao todo, os agentes públicos do estado gastaram R$ 92,9 mil dos cofres municipais para a compra das honrarias concedidas pela UBD e pelo Instituto Tiradentes, também investigado. Valores de até R$ 5.830,00 foram pagos para obter os títulos.

Ao divulgar a premiação, o Instituto alega que realiza enquetes por consultas telefônicas à população da cidade e que a administração dos agraciados foi aprovada pelos munícipes ouvidos pela pesquisa. “Instituída pelo Instituto Tiradentes a ‘Medalha Alferes Tiradentes – Colar Ouro’ é conferida apenas aos políticos que obtiveram aprovação na mencionada enquete e que possuam ilibada idoneidade moral e relevantes serviços prestados em prol da comunidade”, dizia o convite enviado aos gestores.

O TCM já avisou que vai pedir a devolução aos cofres públicos os recursos gastos com a taxa de inscrição para a “cerimônia de entrega da honraria”, assim como os valores gastos de recursos públicos com diárias, hospedagem e transporte para o local do evento. A investigação da Corte baiana foi iniciada após reportagem exibida no programa Fantástico, da Rede Globo, neste domingo (5). A matéria comprovou a venda de “diploma de mérito e medalha” ao mostrar um jumento – que foi identificado como administrador municipal – sendo homenageado como um dos “Cem melhores prefeitos do país”.