Autor de dois gols contra Ubaíra, Secão comenta recuperação da seleção de Ipiaú

sábado, setembro 08, 2018
Adnael Secão - atacante da seleção de Ipiaú (Foto: Miro da Kombi)
A Seleção de Ipiaú entrará em campo na tarde deste domingo (09), às 15h, contra a Seleção de Ibirapitanga, fora de casa. Ipiaú ainda não somou nenhum ponto longe de seus domínios. Um dos destaques da Seleção de Ipiaú, o atacante Secão, conversou com a reportagem do GIRO. Confira abaixo o bate papo na íntegra.

A Seleção de Ipiaú fez a sua melhor partida contra a Seleção de Ubaíra. O que você acha que contribuiu para esse bom desempenho?

- Nossa vontade, nosso grupo fechado, mesmo situações acontecendo na semana, como a demissão de nosso treinador Fernando, mas o grupo estava focado e entrando com muita vontade, porque sabemos do nosso potencial de vencer, e colocamos em campo. Com o professor agora a frente estamos muito firmes e determinados, e vamos trabalhar forte para que isso aconteça em todos os jogos.

O que mudou com saída de Fernando e a entrada de Colt? Você acha que o time já está com a cara de Colt?

- Cada treinador tem sua maneira de trabalhar. O que mais mudou foi a vontade de vencer. Recebemos muitas críticas por falta de determinação. Então independente de qual fosse o treinador, colocamos na cabeça que precisávamos estar mais determinados. A culpa não foi de Fernando, foi de nós jogadores. Agora estamos com o professor Colt, que é um grande treinador, que também está com o mesmo foco nosso de levar a Seleção de Ipiaú o mais longe possível, e nós sonhamos com o título.

Às vezes você é escalado para jogar mais pelo lado esquerdo, às vezes mais aberto pelo lado direito. De qual lado você consegue se sentir mais à vontade e produzir mais?

- Tanto pelo lado direito quanto pelo lado esquerdo eu consigo ser produtivo. Como temos uma referência no ataque, que é Balotelli, eu tenho liberdade para cair nos dois lados. Eu tenho uma preferência pelo lado esquerdo, pra cortar pra dentro e chutar forte, mas onde o treinador pedir eu jogo, independente do lado e da posição.

Ipiaú fora de casa sofreu duas derrotas em dois jogos. A próxima partida é fora. Por que esse retrospecto tão ruim longe de casa? O que está faltando para voltar com um resultado melhor?

- Essa pergunta é um pouco difícil de responder, porque não sabemos o que acontece. Em Jaguaquara sofreu dois gols, um de bola parada e outro em chute de fora da área. Em Ubaíra saímos na frente e tomamos a virada. Isso é futebol. Agora é entrar com atenção redobrada e com determinação para voltar com um resultado melhor, porque sabemos que jogar fora de casa é difícil.

Secão foi o nome do jogo na última rodada, marcando dois gols, e é uma das esperanças de Ipiaú para a sequência do Intermunicipal. (GIRO/Romário Henderson)