Cachoeira prega respeito por Ipiaú, mas proposta de jogo é ir pra cima

sexta-feira, setembro 21, 2018
O meia Pitchaco foi entrevistado pelo Giro Ipiaú.
A Seleção de Cachoeira fez a melhor campanha da primeira fase, vencendo cinco das seis partidas, sendo que a outra empatou, marcou 16 gols, tem o melhor ataque junto com Euclides da Cunha e a melhor defesa com apenas um gol sofrido. Camisa forte, muita tradição e respaldada pela melhor campanha, essa é a boa Seleção de Cachoeira. A reportagem do GIRO conversou com um dos craques do time, o camisa 10 Pitchaco. O meia de 31 anos já disputou 16 intermunicipais, sendo campeão em oito oportunidades: 2005 a 2008 (Conceição do Coité), 2009 (Serrinha), oportunidades em que foi o artilheiro do certame, 2011 e 2012 (São Francisco do Conde) e 2016 (Itaberaba). Nesse ano, Pitchaco já marcou três gols por Cachoeira. Confira abaixo a entrevista com o camisa 10.

Giro: A Seleção de Cachoeira fez a melhor campanha da primeira fase, enquanto Ipiaú foi bem irregular. O que você espera do confronto contra a Seleção de Ipiaú?

- Um confronto de duas grandes equipes. Não é porque Ipiaú se classificou em terceiro que não é uma grande equipe. Ipiaú tem nome no Intermunicipal, por isso vai ser um jogo bastante difícil pra Cachoeira.

Giro: A estratégia de jogo de Cachoeira aqui em Ipiaú será ir pra cima pra vencer o jogo?

- Nós estamos treinando no foco de jogar como nós jogamos os outros jogos. Respeitamos a equipe de Ipiaú, mas isso não quer dizer que vamos jogar retrancados, pelo contrário, vamos pra cima sim.

Giro: Observando alguns lances de Cachoeira, parece que o time tem como principal característica ter posse de bola e chegar com vários homens no ataque, foi assim no primeiro gol que você marcou contra Saubara. Estou certo?

- A equipe da gente marca muito pra depois jogar. Sem a bola marcamos, com a bola nosso treinador nos deu liberdade para atacar com vários jogadores do ataque, meio e até laterais.

Giro: Você com toda experiência que tem, com tantos títulos, qual o segredo para uma equipe ser campeã do Intermunicipal?

- O segredo é a equipe se fechar, estar com os salários em dia, os jogadores estarem focados no objetivo que é o título, ter seriedade no trabalho e também dar uma boa acomodação aos atletas que é importante.

Pitchaco já foi sondado por clubes profissionais da Bahia e até pelo América-RJ, quando Bebeto era o treinador e Romário o presidente. O América-RJ iria lhe oferecer um contrato, mas Pitchaco decidiu vir embora. O confronto contra Ipiaú será neste domingo (23), às 15h, no Pedro Caetano, em jogo válido pela 2ª fase. (Giro/Romário Henderson)