Um ano depois, apenas 4% das mortes têm julgamentos concluídos na Bahia

quarta-feira, setembro 05, 2018
E o mais grave: menos da metade dos crimes tem um autor identificado.
Um ano após o início do Monitor da Violência, desenvolvido pelo G1 em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência (NEV) da USP e com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 26% das 99 mortes violentas registradas na Bahia entre os dias 21 e 27 de agosto de 2017 tiveram inquéritos concluídos. De acordo com o levantamento, quatro casos tiveram os julgamentos realizados no estado. No Brasil, das 1.195 mortes registradas, mais da metade dos inquéritos policiais continua em andamento. Apenas 2% do total de casos têm hoje algum condenado pelo crime. E o mais grave: menos da metade dos crimes tem um autor identificado. Leia mais no G1