Tiroteio em sinagoga dos Estados Unidos deixa ao menos 10 mortos

sábado, outubro 27, 2018
Um atirador invadiu a sinagoga Tree of Life, em Pittsburgh, no estado da Pensilvânia, na manhã deste sábado (27). A polícia americana já fala em fatalidades, mas não confirma o número, afirmando apenas que "há vários mortos" e feridos. 

Segundo a emissora de televisão americana CBS, há, ao menos, dez vítimas fatais confirmadas. De acordo com a estação de rádio KDKA, quatro pessoas foram assassinadas no primeiro andar e três no porão. A empresa também afirma que o suspeito já se entregou. A identidade do atirador foi confirmada como Robert Bowers, de 46 anos. Fontes policiais em entrevista à KDKA relataram que ele entrou no prédio gritando "todos os judeus devem morrer". O homem teria ficado ferido e foi levado ao hospital.

A SWAT, esqudrão de elite da polícia americana, esteve na sinagoga. Quatro policiais foram atingidos pelos disparos e tiveram que se proteger atrás de suas viaturas.

"É imperativo que os vizinhos da comunidade que cercam a sinagoga permaneçam em suas casas e se abriguem", disse o comandante Jason Lando à CNN. "Não saia da sua casa agora mesmo. Não é seguro".

O Departamento de Segurança Pública de Pittsburgh emitiu uma nota, via Twitter, em que pede que curiosos não vão ao local. "Alerta: Há um atirador ativo na área de Wilkins e Shady. Evite a área. Mais informações serão divulgadas quando estiverem disponíveis".